Site Map
  Home Home Forum Forum Minha conta Minha conta Participe Participe Contactos Contactos
Rotas Turísticas
www.rotasturisticas.com


8 países em 15 dias (Republica Checa, Áustria, Eslováquia, Hungria, Croácia, Eslovénia, Itália, Alemanha)

Centro histórico de PragaPara quem pretende tirar o máximo de duas semanas e conhecer as capitais da República Checa, Eslováquia, Hungria e Áustria, Croácia, Eslovénia, e um total de 8 países pode seguir o nosso roteiro.
Esta viagem foi feita em Julho de 2014. Além das capitais (Praga, Viena, Bratislava, Budapeste, Zagreb, Liubliana) ainda visitamos outros locais (Parque Plitvice, Tirol) e cidades (Dubrovnick, Innsbruck).
Um total de 4500km.


Porque é que iniciei por Praga e não por outra cidade qualquer?. O aluguer do carro é muito mais barato e os voos uma vez que saí de Lisboa também eram mais baratos

Recomendo que levem um bom GPS com os mapas actualizados da Europa, eu uso Garmin Nuvi que me indica com precisão as rotas, postos de combustível, caixas automáticas, hotéis, restaurantes, etc. Tudo que necessito para uma viagem tranquila.

chegada ao aeroporto de Praga, capital da Republica Checa, já antes tinha feito o aluguer do carro, basta um carro simples pois as estradas são muito boas, eu aluguei um corsa que me custou 275 euros por 2 semanas com KM ilimitados e todos os seguros incluídos (pode reservar o carro aqui). As empresas de aluguer de automóveis ficam no parque C2 em frente ás chegadas do terminal 1. Normalmente os voos chegam no terminal 2.
Se for sair com o carro da Republica Checa, deve avisar no momento em que levanta o carro para que fique com cobertura para outros países, vai pagar mais 45 euros de taxas, mas é aconselhável.

 

Visitando Praga
Não esqueça de que apesar da Republica Checa já fazer parte da Comunidade Europeia, ainda não faz parte da moeda única, assim recomendo que levante dinheiro no aeroporto á chegada, porque se pagar em Euros vai sair perdendo no cambio.
Praga é uma cidade que se visita muito bem em 2 dias, a não ser que pretenda assistir a concertos e visitar a maior parte dos museus, porque se realmente pretende ficar com uma ideia e tirar fotos dos pontos mais interessantes basta mesmo 2 dias. A opção de reservar hotel no centro só ajuda para quem não tem mobilidade própria, porque se alugar carro esqueça ficar no centro pois não vai ter lugar para estacionar.
Já agora aconselho a verificar bem onde estaciona o carro, tem 2 placas que deve ter em atenção (Reserve - Não pode estacionar) e outra com um tipo relógio, esse local pode estacionar mas não esqueça de por moeda e colocar o ticket no tablier do carro. (eu não notei, estacionei o carro na faixa azul (Reserve) e quando voltei só estava o lugar, o carro foi rebocado e tive de pagar 2100 Kruner (65 euros).
Assim em Praga recomendo 2 hotéis que eu fiquei e que realmente são muito bons e a relação preço qualidade é excelente (
Hotel Golf, e Hotel Michael com diárias de 41 e 45 euros) carregue no link para ver os preços e reservar assim como a localização GPS. Ambos ficam a cerca de 7km do centro da cidade mas o acesso é muito fácil e muito bom.
Os pontos principais a visitar são o centro da cidade velha, a ponte Carlos, o Castelo, e a avenida com o Museu Nacional no topo, fica tudo num raio de 1km
O transito em Praga é tranquilo, não há filas e nem engarrafamentos, no final de semana é ainda melhor.
Se pretender saber tudo que pode
visitar em Praga carregue aqui e aponte todas as coordenadas para introduzir no seu GPS.
Comendo em Praga:
Foi das cidades onde achei os preços mais baratos em zonas de grande movimento turístico, uma refeição em Praga mesmo no centro histórico e em bons restaurantes ficam em torno de 15 a 20 euros por pessoa. Nos hotéis onde fiquei e que mencionei acima uma refeição boa ficava em torno de 10 euros.

Vídeo de Praga  - - Fotos de Praga

 

De Praga a Viena
Eu preferi sempre posicionar o GPS para evitar portagens e auto estradas pois a vista é muito melhor e pode desfrutar as paisagens com mais tranquilidade e parar sempre que desejar, são pouco mais de 300km em que demorei 5 horas.
Apesar de ter usado sempre estradas secundárias o pavimento é muito bom.

 

Viena de Áustria
Bom aqui as opções são  muitas só que também são mais dispersas, ou bem que quer ter  uma ideia de Viena e aí basta 2 dias ou então se pretender visitar todos os locais turísticos vai necessitar de 1 semana, eu visitei tudo o que achei interessante em dia e meio, deu para ver, fotografar e conhecer o essencial. Não esqueça que os preços em Viena já são um pouco mais caros que em Praga, eu fiquei no Hotel Ibis por 35 euros mas sem café da manhã. Uma das coisas que gostei em Viena é que podemos circular de carro mesmo nas zonas históricas o que facilita a mobilidade. Mas pode sempre optar pelo Hop On Hop Off e fazer uma visita da cidade.
Como o GPS tem a informação dos McDonald's então optei por refeições mais em conta o que fez com que a viagem fosse mais económica.
Video de Viena -- Fotos de Viena -- O que visitar em Viena

 

De Viena a Bratislava
Antes de sair de Viena fiquei na dúvida se reservava hotel para Bratislava ou se deixava para ver o que tinha para visitar e depois decidir. Saí de Viena cerca das 11 da manhã e em 2 horas estava em Bratislava. Sempre usando estradas secundárias e posso dizer que é a melhor opção pois desfruta muito mais. São somente 67km mesmo com paragens basta 2 horas para ligar as duas cidades.

 

 

 

Visitando Bratislava
Tal como me tinham falado em Praga, Bratislava não tem muito que visitar, pelo menos com a mesma importância que tem Praga e Viena, tem o castelo de Bratislava e pouco mais, por isso ainda bem que não reservei hotel pois bastou a tarde para ver a cidade, ver o castelo e visitar.
Em relação aos preços, como almocei no restaurante do castelo presumo que seja dos mais caros mas foi barato, cerca de 15 euros por pessoa.
Bratislava digamos que é uma cidade para visitar num dia, tem excursões que saem de Viena diariamente para Bratislava e regressam no mesmo dia, algumas saem de autocarro e regressam de barco pelo rio Danúbio.
Para quem está de visita a Viena e tem tempo é uma das opções que recomendo.
Video de Bratislava -- Fotos de Bratislava -- O que visitar em Bratislava

 

De Bratislava a Budapeste
Tal como tinha falado antes Bratislava visita-se em poucas horas e assim aproveitei e segui viagem para Budapeste pois a distância de 200km fiz em 4 horas. Apesar do pavimento ser bom já se nota que não é o mesmo que de Praga a Viena ou Viena a Bratislava, a Eslováquia é um país mais pobre mas não deixa de ser interessante o percurso.
Apesar de ter saído de Bratislava cerca das 5 da tarde e ter feito a estrada devagar e parando para fotografar, às 9 da noite estava entrando em Budapeste.

 

 

Visitando Budapeste
Como não tinha feito a reserva de hotel porque não sabia onde ia ficar se dormir em Bratislava ou Budapeste, acabei por ter de ir á deriva e pesquisar hotel pelo GPS, como a decisão foi seguir para Budapeste acabei escolhendo o
IBIS Centrum, como não tinha acesso internet no carro, fiz a reserva directamente ao balcão. Acabei pagando 79 euros mais 20 euros de estacionamento, se tivesse feito pelo Rotas teria pago 51, mas é o preço da aventura. Por isso reserve aqui o hotel, é muito bom e muito bem localizado.
Recomendo este hotel pois fica mesmo na zona central, próximo ao rio. A rua onde esta localizado tem muitos restaurantes e bares o que é confortável para quem se quer divertir sem ter de andar muito.
Na noite de chegada aproveitei para dar uma volta pelas margens do rio Danúbio e fazer algumas fotos, fiquei com a sensação que é ainda mais bonita de noita que de dia.
No dia seguinte iniciei a visita a Budapeste, a maior parte dos locais de interesse estão junto á margem o que fica fácil fazer a visita a BUDA e a PESTE.
Devido ao tempo que tinha e ao objectivo da viagem acabei por ficar só um dia em Budapeste, mas creio que o ideal será 3 dias.
Veja aqui a lista de lugares a visitar em Budapeste -- Video de Budapeste -- Fotos de Budapeste 

 

Budapeste a Zagreb

Depois de uma maratona de fotos em Budapeste decidimos ao ínicio da tarde seguir para Zagreb, eram 380km e sabiamos que iamos chegar já ao inicio da noite, mas mesmo assim preferimos seguir a ficar mais uma noite em Budapeste e perder um dia.
Paisagens interessantes estrada muito boa mesmo sendo secundária e lá chegamos a Zagreb sem que antes não tivessemos entrado e saído da Eslováquia. A entrada nem notamos porque não há fronteira, mas na entrada da Croácia tivemos de mostrar os passaportes mas nem precisou sair do carro. Como previamente sabiamos que iamos ficar em Zagreb reservamos o hotel por uma noite, aliás sempre faziamos as reservas somente para uma noite para podermos decidir se ficavamos mais um dia ou se não interessava podiamos continuar viagem. Ficamos no
Hotel 1 apesar de ser um hotel com alguns anos é imponente e muito bom, já com alguma necessidade de manutenção mas nada a dizer, uma das coisas importantes para quem viaja de carro é qu eo hotel tenha estacionamento e este tem e muito e fica a cerca de 3km do centro.

 

Zagreb

Sinceramente não foi uma cidade que me agradasse muito, excepto o centro histórico onde tem realmente uma rua de bares muito agradavel, pouco mais há que fazer,
Fomos visitar a cidade velha na mesma noite que chegamos, não se podia circular de carro porque tudo estava em obras e andar a pé não era bem o que me estava a agradar com todo o equipamento fotográfico e de vídeo. Assim ficamos só essa noite e no dia seguinte seguimos viagem.

 

 

 

De Zagreb ao Parque Natural dos Lagos de Plitvice

Ha anos que eu queria visitar este parque, para ser sincero os dias que antecederam a chegada ao parque eu estava viajando mas desejando chegar a Plitvice.
Talvez por isso não fiquei mais tempo em Zagreb, ja de si eu não vi nada de interesse mas tambem não aprofundei muito para não encontrar justificação para ter de ficar mais um dia em Zagreb.
Saímos bem cedo de Zagreb para o Parque e uma vez mais o GPS escolheu o caminho levando-nos para Plitvica Selo, e aqui começam os nossos problemas.
É que Plitvica Selo fica realmente junto a uma das entradas do parque mas não é nenhuma das duas importantes, eu tinha lido num forum o comentário de alguem que se perdeu e que não encontrava o hotel e isso deixou-me um pouco de aviso.
Chegando a Plitvica Selo eu procurei o parque de estacionamento que toda a gente falava, mas não vi nenhum e como reparei que haviam alguns carros estacionados na berma da estrada fiz o mesmo.
Antes de sair do carro tive o cuidado de gravar o local no GPS não fosse precisar de saber onde estava o carro.
Descemos em direção á entrada e fomos parar junto do porto onde apanhamos o barco para atravessar o lago. Quando fui comprar o bilhete perguntaram-me se queria o bilhete para 3Km, 8km ou 21km, eu tive vontade de perguntar se não tinha para 300 metros porque alem da mochila com o drone ainda levava mais 2 maquinas uma de filmar e outra fotográfica o que não me estava a dar muita vontade de andar a pé e confesso que não sou muito apaixonado por caminhada sou demasiado comodista.
Apanhamos o barco e la fomos para o outro lado do lago, chegados fomos atras do pessoal iniciar a nossa caminhada de 3.7km que iria dar a volta ao lago. Assim que apanhei um bom angulo entendi de por o drone a voar pois iria ter uma vista muito melhor e o lugar prometia para umas belas fotos. Foi dificil porque estava sempre a passar gente mas ao fim de uns minutos la fui fazer as minhas primeiras imagens aéreas. Terminado o voo la seguimos a nossa viagem a pé, realmente devo ter andado uns 300 metros, olhei e vi a volta que tinha de dar e resolvi que nao ia nada dar aquela volta eu ia era voltar para o barco e ir de barco para a outra margem que era logo em frente a cerca de 300 metros dali. E assim fiz, voltamos para trás, apanhamos o barco para a outra margem e foi bem mais tranquilo e menos cansativo.
Voltei a por o drone no ar e fiz as imagens que queria e vi o parque no melhor angulo, para que ia eu andar a pé se eu vi tudo sem ter de sair do lugar e ainda deu para fazer melhores fotos qu eos outros turistas ... Sent-me um iluminado.
Terminado o 2º voo decidimos ir almoçar. Acamos por almoçar no restaurante do parque (Mal atendidos, mal educados, péssima comida e caro) mas não havia opção por isso tudo ficou excelente.
Terminado o almoço era hora de voltar para o carro. Fomos até ao barco e eu tive a infeliz ideia de perguntar onde é que ficavam os hotéis (porque quando estacionei eu vi que havia próximo hoteís) o que o funcionario me respondeu que era logo ali por cima, que nao era mais do que 15 minutos a pé.. UAU pensei eu, nem vou precisar de andar muito. E assim foi, seguimos a pé pela estrada em direção aos hoteís tal como ele nos indicou, só que ainda não tinhamos andado 500 metros e começa a chover eu não tinha nada para me proteger da chuva, a Regina tinha uma capa que aproveitei para por as 2 camaras debaixo uma vez que o drone estava protegido na mochila, só que a chuva era tanta que eu tambem tentei me proteger debaixo da capa dela, foi o erro, entrava agua por todo o lado. Ainda nos protegemos num hotel abandonado juntamente com outros turistas até que a chuva parou um pouco. Seguimos então de novo em direção aos hoteis mas quando chegamos eu não reconheci a estrada, liguei o GPS para ver onde estava o carro e realmente não estava muito longe só que quanto mais eu me dirigia em direção à estrada onde presumivelmente estaria o carro mais longe ele ficava no GPS. Mau estamos perdidos pensava eu, vou ter de voltar ao barco e fazer a volta toda ao contrário? Não, nem pensar ter de subir toda aquela subida que eu desci a pé, vamos continuar que o carro não esta longe. Lá seguimos a pé em direção á indicação do GPS só que para eu me aproximar do carro eu tinha o lago na frente ... que coisa. Querem ver que o GPS esta louco tambem? Será que apanhou chuva? e agora?
Já tinhamos caminhado mais de 8km e nem sinal do carro e nem sinal de estarmos a andar na direção certa, mas e qual era a direção certa?
Perguntava mas ninguem me sabia informar, placas com informação não havia até que depois de ja muito caminhar e muitas vezes debaixo de chuva um dos funcionarios do parque nos ajudou e olhando para o GPS falou... O carro esta daquele lado do lago !!! Daquele lado do lago ?? mas como? como é que eu dei a volta ao lago que não dei por isso, como é que eu vim aqui parar? Bem não há nada a fazer e como vou para aquele lado perguntei eu? ao que ele me responde, tem de dar a volta ao lago de novo... Nao quero acreditar, dar a volta? e para que lado é mais perto? Olhando para mim ele responde "è praticamente a mesma coisa, mais ou menos 10km" . Não pode ser eu que nem queria fazer 300 metros já tinha feito mais de 10km a pé e debaixo de chuva ia ter de andar mais 10km, não estava acreditando, mas que fazer? nada. Andar e rápido antes que o parque feche. Percorridos os famosos 10km mais os 14 que já tinha feito chegamos ao carro e só não fizemos menos porque em determinada altura parei e fui ver o GPS e verifiquei que estava mesmo por baixo do carro e assim subidno a direito chegamos sem ter de fazer mais 3 ou 4 dando a volta.
Com esta aventura e verificando que mais gente se perdeu aconselhor a que tenha sempre um GPS á mão mas vão sempre para 1 dos parques de estacionamento para evitar o que me aconteceu.
Com tudo isto a máquina fotográfica avariou, todas as fotos que tinha tirado quer de Zagreb quer do parque foram predidas ficando só com as imagens do drone e do telefone e a partir daqui fotografia só com o drone ou telefone.

Video do parque Plitvička Jezera -- Fotos do parque Plitvička Jezera

 

De Plitvice a Zadar
Depois da aventura no parque natural de Plitvice, acabamos por sair já eram 6 da tarde e tinhamos 150km pela frente, como não tinha reservado hotel pois não sabia se iamos ficar em Plitvice ou iamos seguir viagem fomos em direção a Zadar. Todo molhado da chuva que apanhei.
E mais uma vez evitando auto-estradas para poder desfrutar da paisagem. Viagem tranquila, uma vez mais boas estradas e muito bonitas paisagens.
Chegamos a Zadar ainda de dia, o que deu para dar  uma vista de olhos, nos posicionarmos e procurar onde dormir. Paramos junto do porto numa banca de venda de ecursões para termos uma ideia do que fazer no dia seguinte e na conversa falei que estavamos perguntando hotel o que a pessoa muito prestável nos sugeriu uma casa particular de um amigo, aceitamos a sugestão e fomos ver.
Pansion Maria Muito mas muito boa e só 40 euros com pequeno almoço incluido, internet e estacionamento para o carro. Nessa noite ainda saímos para jantar na cidade velha junto ao porto. Muito bonito e muito bons restaurantes.

 

Zadar (Croacia)
Cidade costeira com bonitas ilhas e muitas opções em passeios de barco. Levantamos relativamente cedo para ir fotografar e filmar a cidade e o centro histórico. Nossa primeira paragem foi mais uma vez junto ao porto numa pequena enseada onde se encontram os barcos de pesca artesanal.
Começou mal o dia, uma das helices do drone caiu na água e foram precisas 2 horas para arranjar alguem que a fosse buscar pois estava a uns 2 metros de profundidade. Finalmente consegui recuperar a helice só que ja tinha perdido a manhã, irritado decidi ir embora para Dubrovnick e já não fiz nada em Zadar.

 

De Zadar a Dubrovnik
Lindo, excelente, paisagens deslumbrantes, costa maravilhosa são estes os adjectivos que me apetece usar para descrever este precurso.
São 350km de praias, lindas enseadas, paisagens e montanhas, realmente recomendo fazerem este precurso.
No trajecto entre Zadar e Dubrovnik, não esqueçam que vão atravessar a Bosnia e Herzgovina são 10km de território bosnio onde vão encontrar fronteira e dependendo da vossa nacionalidade precisam verificar se precisam de visto pois a Bosnia ainda não esta na Comunidade Europeia. Para membros da Comunidade Europeia o controlo de fronteira é quase nulo, nem necessitei de sair do carro, bastou mostrar o passaporte e seguir viagem e eu estava usando um carro com matricula da Republica Checa. Uma paragem de pelo menos um dia em Split devem fazer, eu não o fiz porque o tempo não era muito.

Acabei chegando em Dubrovnik já eram 10 da noite e como tinha reservado o que pensei ser um hotel não precisei de me preocupar, mas mais valia ter-me preocupado porque o hotel que reservei não era afinal hotel, era uma casa particular em que o homem é que fazia a limpeza sem casa de banho privativa e a limpeza deixava muito a desejar. Tinha reservado por duas noites mas acabei ficando uma só. Mesmo chegando ja noite a Dubrovnik ainda acabamos por fazer uma visita a cidade para explorar os melhores locais para filmar no dia seguinte.
Video

 

Dubrovnik
Era uma das cidades que eu queria muito visitar, talvez devido ás fotos que tinha visto ou talvez o nome que me soava bem, mas era uma meta que tinha em mente e não descansei enquanto não cheguei a Dubrovnik de carro. Não me desiludi de maneira nenhuma,  a cidade é realmente bonita, tem muita coisa interessante para visitar a cidade velha dentro das muralhas do castelo é muito agradavel, mas é um local para passar 3 dias depois não há muito mais a fazer. Visitar a cidade basta um dia, depois mais um dia para fazer um passeio de barco e um dia para relaxar na praia. Dubrovnik é uma cidade cara, não tem nada a ver com todas as outras cidades que visitei até aqui nesta viagem. 

Video de Dubrovnik -- Fotos de Dubrovnik

 

A primeira parte da viagem estava completa, agora era regressar a Praga mas fazendo outro trajecto.

 

De Dubrovnik a Liubliana(Eslovénia)
O regresso até Liubliana fizemos toda a Croacia em auto-estrada para chegar o mais rápido pois eram 750km e queria chegar ainda de dia.
Acabamos chegando a Liubliana cerca das 5 da tarde e a nossa primeira paragem foi visitar o Castelo de Liubliana. Depois foi visitar a cidade velha, e ir para o hotel. Aqui ficamos no
Bit Center Hotel, muito agradavel, serviço e atendimento muito bom.

 

 

Regresso a Praga via Norte de Italia, Tirol, Innsbruck, Sul da Alemanha e Salzburgo.
O restante trajecto até Praga foi mais para apreciar a paisagem, atravessar as famosas montanhas do Tirol, em determinada altura em que estavamos atravessando o sul da Austria estava sempre na dúvida se estava no sul da Austria ou norte da Italia, é que não há mais fronteiras e era um entrar e sair sem dar por isso, só percebi quando fui abastecer o carro e quando fui pagar é que reparei que era muito mais caro .. estava na Italia, azar podia ter posto o combustivel uns quilometros antes e teria pago 20% menos.
As paisagens do Tirol são realmente dignas de visitar, e se apanhar bom tempo com sol como nós apanhamos são ainda mais belas. Nossa primeira paragem foi nos arredores de Innsbruck, ficamos alojados no
Hotel Romerhof, muito bom mas é mais um hotel para a epoca de ski, estava praticamente vazio, mas como fomos na época baixa os preços são muito bons.
Dia seguinte visitamos Innsbruck e seguimos viagem em direção a Salzburgo, neste trajecto fizemos uma pequena incursão pelo sul da Alemanha.
Chegamos finalmente a Praga depois de 4500km percorridos por 8 países, contando com os 10km da Bosnia foram na verdade 9 países.

Notas finais
Custos desta viagem:
Passagens aéreas: 510 euros (2 pessoas) 255 euros cada
Aluguer de carro: 275 euros + 45 euros de taxa internacional
Combustivel: 480 euros
Alojamento: 588 Euros (14 noites a uma média de 42 euros noite)
Refeições: 840 euros
Assim 2 pessoas 15 dias de viagem gastamos 2738 euros. Com extras e imprevistos ficou em 3000 euros. Se tivessemos usado programas e pacotes de férias para conhecer os mesmos lugares teria sido mais de 10 000 euros.

Em todo este trajecto sentimos uma segurança total, nunca sentimos em nenhum destes lugares qualquer tipo de ameaça ou perigo, as estradas são muito boas, não tivemos muito transito há muito civismo por parte dos motoristas. Sempre que precisamos de informação ou ajuda as pessoas foram sempre muito simpaticas e disponíveis.

 

 

Responder / Comentar
(1) Comentário / resposta para este tópico
FABIANA COSTA MARTINS
Foz do Iguaçu Brazil

Posts: 1
Avaliações: 0
Avaliações: 0
Comentários: 0

1. RE: 8 países em 15 dias (Republica Checa, Áustria, Eslováquia, Hungria, Croácia, Eslovénia, Itália, Alemanha)
2017-05-03 : 19:30:07 GMT

Perfeito o relato! Pretendemos eu e uma amiga utilizar esse mesmo roteiro em breve! Grata pelas belas explicações! :0)

 
Posted by:
Antonio Martins
Paderne, Portugal
Tópico Roteiro
Data 2014-09-04 05:37:34
Participações no Fórum 38
Consultado 12849 Vezes
Respostas 1
 
 
HOME | Quem somos | Politica de privacidade | Publicidade | Contactos | Mapa do Site